Não está registado? Registe-se para ficar a par das novidades, novos lançamentos e ter acesso à loja online.

Registe-se!

50 anos da série Comanche

Comanche tomo1Ala dos Livros assinala os 50 anos da série Comanche com a publicação em 3 álbuns dos episódios assinados por Greg e
Hermann, incluindo as histórias curtas.

Sobre a série Comanche:

Enquanto o Le Journal Spirou publicava, desde 1954, a série Jerry Spring de Jijé e a Pilote publicava, desde 1963, a série Blueberry de Jean-Michel Charlier e de Jean Giraud, o Journal Tintin, terceira grande glória da imprensa de banda desenhada franco-belga do final dos anos 1960, nãotinha nas suas páginas nenhuma série de western realista. No entanto, é nessa época que o género conhece novo alento no cinema com filmes como O Bom, o Mau e o Vilão (1968), Era uma vez no Oeste (1969), ambos realizados por Sergio Leone, ou A Quadrilha Selvagem (1969) de Sam Peckinpah.

Para fazer face a esta ausência no Tintin, o seu chefe de redacção, Michel Greg (era-o desde 1965), imagina um western “puro e duro” em torno de um rancho dirigido por Comanche, uma jovem fazendeira.
Situa a série no Wyoming, um estado montanhoso do Oeste americano, o menos povoado dos Estados-Unidos, do qual um terço do território se encontra nas Grandes Planícies.
Para a desenhar, Greg convida o belga Hermann, para quem, desde 1966, já faz os argumentos da série Bernard Prince. Quando, em Dezembro de 1969, as primeiras pranchas de Comanche surgem publicadas no Tintin, Hermann tem apenas 31 anos mas o seu estilo rapidamente atinge uma elevada qualidade gráfica com episódios como O Céu está vermelho sobre Laramie ou O Deserto sem luz.

O desejo de Hermann de levar Comanche a um realismo mais duro do que o da BD clássica da época, fez com que uma cena final que surge em O Céu está Vermelho sobre Laramie tenha, na altura da sua publicação no Journal Tintin, chocado os leitores pela sua violência.
Entre 1969 e 1983, Hermann desenhou dez histórias longas e três histórias curtas de Comanche, publicadas em álbum na editora belga Lombard a partir de 1972. Em treze anos, o seu desenho não cessa de evoluir, passando de um traço vivo com pincel a uma estilização com a caneta de aparo Art Pen, cada vez mais apurada a partir do álbum Os Xerifes.
Desejoso de escrever os seus próprios argumentos, Hermann abandona a série em 1983, não deixando de colocar alguns anacronismos humorísticos no último álbum, O Corpo de Algernon Brown, chocando Greg que escreverá ainda cinco argumentos de Comanche para Michel Rouge.

(O texto acima foi traduzido da sobrecapa do livro original)

Comanche em Portugal:

A série Comanche foi publicada pela primeira vez em Portugal em 1970. A publicação ocorreu no número 7 do 3º ano da revista Tintin (de 11 de Julho), onde surgiram, a cores, as 8 primeiras pranchas que constituem a história curta Red Dust, a qual introduz o personagem e explica a sua aparição em Greenstone Falls.
Para além da publicação na revista Tintin, há ainda ainda episódios da dupla Greg/Hermann publicados no Almanaque Tintin, na Selecções Tintin e na revista Mundo de Aventuras (2ª fase).
O primeiro álbum da série publicado em Portugal, surgiu em 1978 com selo da Livraria Bertrand.
A última publicação portuguesa ocorreu na revista Selecções BD (1ª série), em 1990, onde foi publicado As Feras, já da dupla Greg/M. Rouge.

Para assinalar os 50 anos da data da primeira publicação quer em França (2019), quer em Portugal (2020), a Ala dos Livros publicará, ao longo destes dois anos e em 3 álbuns, os episódios assinados por Greg e Hermann, incluindo as histórias curtas.

David Rubin na ComicCon-PT

David Rubín esteve presente na COMIC-CON PT 2018 e brindou a Ala dos Livros com a sua presença no nosso espaço na Artists' Alley, onde participou numa animada sessão de autógrafos.

Ler mais...